NOTÍCIAS

13 DE MAIO DE 2022
Um olhar na memória do Judiciário do Rio Grande do Norte

O resgate da memória documental da Justiça brasileira foi comemorado na terça-feira (10/5). A data escolhida há dois anos como o Dia da Memória do Poder Judiciário faz alusão ao dia da criação da Casa de Suplicação do Brasil por Dom João VI, em 1808.

De acordo com a bibliotecária e servidora do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), Adriana Carla Oliveira, o Judiciário potiguar vem trabalhando, desde 2018, para acessar e preservar documentos administrativos e judiciais. São registros históricos que datam dos anos 1700, passando por julgamentos do século XIX.

“Temos por exemplo a primeira ata do Tribunal de Justiça do estado, que será exposta no projeto Memória 130, em julho, que faz alusão aos 130 anos de existência do Poder Judiciário estadual”, antecipou a servidora. Ela define o trabalho que vem desenvolvendo, junto a uma equipe do TJRN, como uma espécie de “arqueologia” judicial e administrativa. “É exatamente isso. Um garimpo, uma procura minuciosa por processos antigos e os mais recentes, que formam toda essa história do Judiciário potiguar.”

O Memória 130 é composto por oito iniciativas e projetos que o TJRN vai desenvolver entre julho deste ano e julho de 2023. Uma delas é uma exposição histórica permanente, com peças, processos, materiais, equipamentos, togas e ícones que remontam à história desde a fundação do Tribunal até a era digital. “Até a chamada Justiça 4.0”, cita a servidora. Ela ressalta que haverá ainda o lançamento do documentário sobre os 130 anos do TJRN.

O Dia da Memória do Poder Judiciário dá maior visibilidade à história da Justiça e à importância do resgate, preservação, valorização e divulgação do seu patrimônio. “No nosso caso, temos processos icônicos, como o que envolveu o bando de Lampião e Maria Bonita, que data dos idos de 1900 e que só foi concluído recentemente. Bem como temos nomes como o de Miguel Seabra Fagundes (desembargador do TJ potiguar e ministro da Justiça), que contribuiu não apenas para a Justiça estadual, mas para toda Justiça brasileira, diante do seu conhecimento e intelecto.”

Fonte: TJRN

Macrodesafio - Fortalecimento da relação interinstitucional do Judiciário com a sociedade

The post Um olhar na memória do Judiciário do Rio Grande do Norte appeared first on Portal CNJ.

Outras Notícias

Portal CNJ

02 DE JULHO DE 2022
Justiça do Trabalho do Maranhão autoriza concurso público para servidores

No dia 20 de junho, o Pleno do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT16) autorizou a realização de...


Portal CNJ

02 DE JULHO DE 2022
Tribunal do Pará implanta nova versão do PJe para integrar à Plataforma Digital

O Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) vai disponibilizar, a partir de segunda-feira (4/7) a nova versão do sistema...


Portal CNJ

02 DE JULHO DE 2022
Tecnologia na Justiça garante transparência e acesso a direitos

A tecnologia ganha importantes funções na Justiça, passando pelo processos on-line até a reinserção social de...


Portal CNJ

02 DE JULHO DE 2022
Inscrições para casamento comunitário LGBTQIA+ no MA vão até 22 de julho

Começaram na terça-feira (28/6), as inscrições para o primeiro casamento comunitário gratuito para a comunidade...


Portal CNJ

02 DE JULHO DE 2022
Judiciário paulista sedia debates sobre Justiça 4.0 e Plataforma Digital

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) sediou, na quinta-feira (30/6), encontro para discutir as ações do...


Portal CNJ

02 DE JULHO DE 2022
Projeto multilíngue leva cidadania e democracia à aldeia indígena em MT

A primeira aldeia indígena em Mato Grosso a implementar o turismo de convivência social também é a primeira a...


Anoreg RS

01 DE JULHO DE 2022
Migalhas – Seminário online – Lei 14.382 e seus impactos no Direito Imobiliário (MP 1.085)

Migalhas realiza o evento sobre a aprovação da MP 1.085 e seus impactos no Direito Imobiliário.


Portal CNJ

01 DE JULHO DE 2022
Representantes de tribunais atualizam regras para sistemas de gestão de documentos institucionais da Justiça

Um grupo de trabalho formado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com representantes de diferentes tribunais de...


Portal CNJ

01 DE JULHO DE 2022
Justiça julgou quase 200% a mais de casos de feminicídio em 2021

Quase 2 mil casos de feminicídio e de tentativa de assassinato de mulheres foram levados à julgamento em 2021, um...


Anoreg RS

01 DE JULHO DE 2022
Arpen-Brasil promove live sobre mudanças em decorrência da lei federal 14.382/2022

A transmissão ocorrerá na segunda-feira (04), às 19h, no canal da Arpen-Brasil no Youtube