NOTÍCIAS

13 DE MAIO DE 2022
Repactuação do Rio Doce: discussões buscam consensos para propostas

Manejo de rejeitos, saúde e reassentamentos foram alguns dos temas que voltaram à discussão na 9ª e última rodada de negociações da Repactuação do acordo do Rio Doce, realizada entre os dias 10 e 13 de maio, mediadas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os debates, relativos ao rompimento da barragem do Fundão, também trataram de projetos locais, pesca, monitoramentos, proposta dos municípios e pauta das pessoas atingidas.

Com a condução do conselheiro Luiz Fernando Bandeira de Mello e da juíza auxiliar da Presidência do CNJ Trícia Navarro, os participantes deram contribuições sobre as propostas apresentadas nas últimas reuniões. O objetivo é buscar consenso para as propostas e definir os encaminhamentos.

“Estivemos presencialmente nas regiões atingidas e pretendemos avançar, a cada rodada, em acordos para uma reparação justa para os atingidos. As negociações também estão voltadas para a preservação da biodiversidade local e a retomada da atividade econômica da região”, afirmou Bandeira de Mello.

Participaram do encontro representantes dos Ministérios do Meio Ambiente (MMA), da Saúde (MS) e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), além do Ibama, do ICMBio e da Agência Nacional de Águas. Também estavam presentes os representantes das empresas Samarco Mineração S/A, Vale S/A e BHP Billiton Brasil, integrantes do Poder Público – Ministérios Públicos, Defensorias Públicas e dos Poderes Executivos dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo -, da União, além de representantes do Fórum de Prefeitos.

Barragem do Fundão

Em 2015, o rompimento da barragem de Fundão da mineradora Samarco, em conjunto com a Vale e a BHP Billiton, localizada no município de Mariana/MG, provocou o maior desastre ambiental do país, além da morte de 19 pessoas. Na ocasião, foram despejados na bacia do Rio Doce mais de 62 milhões de metros cúbicos de rejeitos de minério de ferro. As primeiras comunidades atingidas foram Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo. Outros municípios também foram afetados pela tragédia – como Barra Longa, situado a 60 km do empreendimento, além de Governador Valadares, Tumiritinga, Ilha da Barra, entre outros de Minas Gerais e Espírito Santo. O desastre afetou o abastecimento de água e as atividades como pesca e turismo das cidades localizadas ao longo da bacia do Rio Doce.

Lenir Camimura
Agência CNJ de Notícias 

 

The post Repactuação do Rio Doce: discussões buscam consensos para propostas appeared first on Portal CNJ.

Outras Notícias

Anoreg RS

10 DE AGOSTO DE 2022
TJ-SP não valida contrato de honorários baseado em conversa de WhatsApp

Para o ajuizamento de ação de execução, sem prévio processo de conhecimento, o autor deve dispor de um título...


Anoreg RS

10 DE AGOSTO DE 2022
Artigo – Ex-companheiro pode pedir usucapião quando exerce posse do bem comum

No julgamento do Recurso Especial nº 1.840.561/SP, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), sob a...


Portal CNJ

10 DE AGOSTO DE 2022
Unidade de apoio aproxima Judiciário da população de Juti (MS)

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) e a prefeitura de Juti (MS) inauguraram, em 1º de agosto, a...


Portal CNJ

10 DE AGOSTO DE 2022
Parceria no Amazonas reforça combate à violência política contra a mulher

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) comemorará seus 90 anos no dia 13 de agosto. Iniciando a...


Portal CNJ

10 DE AGOSTO DE 2022
Link CNJ discute a confiabilidade das eleições nesta quinta-feira (11/8)

Edição especial do Link CNJ desta quinta-feira (11/8) trata da soberania das urnas e da confiabilidade histórica...


Portal CNJ

10 DE AGOSTO DE 2022
Tribunal do Trabalho da 15ª Região aumenta produtividade no primeiro semestre

As equipes da 1ª instância do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT15) julgaram 18,4% mais processos...


Portal CNJ

10 DE AGOSTO DE 2022
Sirenejud: novas funcionalidades ampliam transparência de dados ambientais

O painel interativo Sirenejud, que compila informações ambientais de diversas fontes, tem agora mais duas...


Portal CNJ

09 DE AGOSTO DE 2022
Ferramenta de gestão de bens apreendidos irá permitir rastreamento ponta a ponta

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desenvolve, no Programa Justiça 4.0, uma ferramenta digital para apoiar os...


Portal CNJ

09 DE AGOSTO DE 2022
Conselho busca 37 profissionais de TI para atuar no Programa Justiça 4.0

Estão abertos quatro processos seletivos para profissionais de tecnologia atuarem no Programa Justiça 4.0,...


Anoreg RS

09 DE AGOSTO DE 2022
CTASP da Câmara dos Deputados aprova texto substitutivo ao PL n. 7.940/2017

PL dispõe sobre a regularização, administração, aforamento e alienação de bens imóveis de domínio da União.